sexta-feira, 23 de maio de 2008

Sandro Viana e Fabiana da Silva foram destaques do GP São Paulo

São Paulo – O velocista Sandro Viana e a meio fundista Fabiana da Silva roubaram a cena nesta quinta-feira (22) na pista de atletismo do Estádio Ícaro de Castro Mello no Conjunto Desportivo Constâncio Vaz Guimarães (Ginásio do Ibirapuera) para as competições do GP São Paulo.

O amazonense de 31 anos Sandro Viana atingiu seu recorde pessoal ao cravar 20seg32milésimos nos 200 metros rasos, bem abaixo do índice para as olimpíadas de Pequim que era de 20”59.

“Eu sabia que a competição ia ser bem difícil. O campeão do Pan (Jogos Panamericanos) entrou forte na reta e eu estava na raia oito, a mais difícil. Tive de me superar nos 50 metros finais”, declarou à imprensa.

De acordo com Viana, o tempo atingido ainda não era o que ele imaginava mas eles acredita que tem detalhes que podem ser melhorados até os Jogos Olímpicos.

“Consegui superar a fadiga dos 100 metros mas ainda preciso melhorar no traçado, na inclinação da curva e colocar mais braço no sprint final para garantir tempo melhor”, informou.

A meta de Viana é ir para Belém, que tem um clima mais ameno que de São Paulo, tentar consolidar sua atuação para sonhar com medalha nas Olimpíadas.

“Até junho devo tentar correr abaixo dos 20seg20milésimos, para entrar entre os cinco melhores do mundo”, comentou.

O recorde Sul Americano dos 200 metros rasos pertence ao brasileiro Claudinei Quirino atingindo a marca de 19s89m no mundial de Munique em 1999. O recorde mundial é de 19s32m do americano Michael Johnson conquistados nos jogos Olímpicos de Atlanta em 1996.

Mulher de fibra
Fabiana Cristine da Silva veio para o GP São Paulo competir e mostrou que estava sobrando em relação às suas competidoras. Depois de vencer a corrida de rua da Tribuna em Santos no domingo (18) com o tempo de 34min10seg nos 10 km, quatro dias depois essa mulher de fibra venceu os 5 mil na pista com o tempo de 16min04seg31milésimos.

Só para o leitor ter uma idéia, ela cruzou a linha de chegada com 26 segundos de vantagem da norte-americana Serena Buria que chegou em 16min30seg.

“Fiquei parada oito meses tratando uma lesão (bursite no tendão) mas estava focada nas duas competições (Santos e GP São Paulo). Agora pretendo trabalhar para atingir o índice olímpico dos 5 mil (15min24seg, o B e 15min09seg, o índice A)”, declarou nesta quinta-feira feriado de Corpus Christi.

Fabiana deve ir para Belém na tentativa de superar o índice olímpico (faltam ainda 37 segundos para atingir a marca B e seu recorde pessoal é 16min01seg). Como ela não tinha competidoras à altura, não possuía estímulos para superar ainda mais seus tempos.

O recorde Sul Americano é da brasileira Carmem Furtado com 15min22seg em 1993. E o recorde mundial pertence da etíope Meseret Defar com o tempo de 14min16seg de 2007.

Acompanhe todos os resultados oficiais pelo site da Federação Paulista de Atletismo:
http://www.cbat.org.br/competicoes/gp_sao_paulo/resultado.asp

Arnaldo de Sousa, jornalista e corredor

Um comentário:

Wanderlei de Oliveira disse...

SUPERAÇÃO é uma palavra chave para os atletas vencedores.
Parabéns ao Arnaldo pela sua participação no primeiro GP de Atletismo como repórter, ao Sandro e a Fabiana pela "superação" na busca do índice olímpico..

Wanderlei de Oliveira